(Em um lugar onde os pensamentos podem florecer)

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Ralo de raiva

-


Olha, faz assim:
tira essas roupas pesadas;
chora até borrar essa maquiagem;
entra no chuveiro;
lava essa cara, lava essa alma;
grita, se preciso for.
Deixa que o ralo dará destino a essa raiva.
Vai por mim, não traz solução, mas abranda a dor.
É que nessas horas ninguém vai te entender mesmo.
Agora repete comigo: "respira, inspira, tudo vai passar..."


3 comentários:

Aurora disse...

"respira, inspira, tudo vai passar..."
Sempre passa.
Lindo!
Beijos.

cleber eldridge disse...

Sempre a mesma coisa , sempre passa , sempre volta , sempre estará presente ... sempre sempre sempre.

Antônio LaCarne disse...

preciso chorar até borrar minha maquiagem.