(Em um lugar onde os pensamentos podem florecer)

sábado, 22 de janeiro de 2011

Sinto



Sou como um habilidoso pianista que já sabe de cor as notas da conhecida música, que toca de olhos fechados com um sorriso torto, pois é sua música preferida. Não precisa de cifras, não precisa de platéia nem de salva de palmas. Simplesmente toca, simplesmente fecha os olhos e tão simplesmente sorri, pois ama incondicionalmente o que faz.

4 comentários:

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


COMPARTIENDO ILUSION
HELOISA

CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...




ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE ALBATROS GLADIATOR, ACEBO CUMBRES BORRASCOSAS, ENEMIGO A LAS PUERTAS, CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER Y CHOCOLATE.

José
Ramón...

Fred Caju disse...

Muito bom, moça. É a mesma fórmula que uso para escrever. E que ilustração fantástica!

Sahara Higino disse...

SIM, prometo que continuarei escrevendo! Pois, a cada palavra que me dizes de ternura, é um sentimento a mais em meu humilde ser.
E SIM, continuarei escrevendo enquanto meu coração pulsar, fortemente! Rapidamente, intensamente, cruelmente. Escreverei.

-
Mas, devo admitir que tudo que sai de minha mente, é sinônimo das loucuras desse meu coração vadio.

-
Você também.
É repleta. É reluzente. É lindo demais. Passo todos os dias por aqui, a procura de encantamentos. E o mais importante é que SEMPRE ENCONTRO. Linda Floooôr,
te desejo PAZ.
Muita PAZ.
xero gigantão.

Daíse disse...

Nossa, perfeito!!!
Me sinto exatamente como vc descreveu!!!

Bjinhos!