(Em um lugar onde os pensamentos podem florecer)

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Lendo:


- Papai, papai, você precisa vir aqui - disse.
- Não posso, querida - respondi.
- Papai, encontrei as fotos - insistiu ela. - Você precisa vir aqui.
- Só vou fazer uma visitinha - disse eu, sabendo muito bem como era difícil dizer não a ela.
- Ora, você sempre vai embora rápido demais - respondeu. - Fique um pouco, papai.

E eu pensei "Essa garota, famosa no mundo inteiro, alguém que levou alegria a milhões de pessoas - ela é só uma garota normal que ama sua família. Sinto muito orgulho dela. É uma menina fantástica, minha filha."

- Quando você voltar, vamos entrar no estúdio para fazer aquele dueto - disse ela, enquanto íamos até a porta. Nós tínhamos duas canções prediletas: Fly Me To The Moon e Autum Leaves . - Vamos ensaiar direito - acrescentou.
Com o braço fora do táxi, dei um aceno de despedida.
Nunca mais vi minha filha querida com vida.

...

Meu celular tocou. O identificador de chamadas dizia "Andrew-Segurança". Amy costumava me ligar usando o telefone de Andrew, por isso disse ao meu tio:

- Acho que agora é Amy - e passei o telefone fixo de volta para Michael. Eu tinha Henry no colo quando atendi meu celular.
- Alô, querida - disse. Mas não era Amy. Era Andrew. Eu mal conseguia decifrar o que ele dizia.
Tudo o que consegui entender foi o seguinte:
- Você precisa voltar para cá. Precisa voltar para cá.
- O quê? Do que é que você está falando?
- Você precisa voltar para casa - repetiu.
Meu mundo foi se esvaindo.
- Ela morreu? - perguntei.
E ele respondeu que sim.


Obs: Os direitos autorais recebidos com a venda deste livro serão doados à Amy Winehouse Foundation, que nós, a família de Amy, criamos para ajudar crianças e jovens adultos que enfrentam dificuldade e adversidade na vida. Pretendo passar o resto da minha vida levando recursos para a Fundação. Creio que, através da sua música, do trabalho da Fundação e deste livro, Amy estará conosco para sempre.


Mitch Winehouse

7 comentários:

Jhosy . disse...

Oi Heloisa!

Uau!
Teu post de certeza forma me deu aquele frio na barriga...
Surpreendentemente capaz de despertar atenção, sentimento.
Procurarei pelo livro.

Beijo,
Jhosy

http://meninamsicaeflor.blogspot.com.br/

Aurora disse...

Me interessei bastante pelo livro agora.
Beijo.

Segredos de Amigas disse...

oi (: tem dois sorteios no meu blog, espero sua participação. SORTEIO 1: http://segredos-deamigas.blogspot.com.br/2012/11/1-sorteio.html SORTEIO 2: http://segredos-deamigas.blogspot.com.br/2012/12/2-sorteio-de-natal.html

Amanda Laryssa disse...

Nossa, não sabia desse livro e nem desse apego do Amy com seu pai.
Excelente publicação... :)

Cássia Sampaio disse...

Oie..
Boa noite!!
Quero lhe convidar para você participar do meu blog...
http://pedacodeumalma.blogspot.com.br/

Mudei de endereço, adoraria te encontrar por lá.
Estarei sempre por aqui...
Bjs e flores.
Fica com Deus
Cássia Sampaio

Janaina Cruz disse...

Somos criados para partir antes dos filhos, e quando um filho parte antes, é um coração que também se parte para sempre, dentro do peito de quem ficou...

Belíssimo trecho do livro Helô, obrigada por compartilhar conosco.

Muitos abraços pra ti.

Dolce Vita disse...

Um livro que certamente interessa a todos que admiravam essa cantora brilhante.