(Em um lugar onde os pensamentos podem florecer)

terça-feira, 22 de junho de 2010

...

(...) Desta vez não hesitei , subindo rapidamente no banco do carona , para ver seu rosto o quanto antes.
Ele deu aquele sorriso torto para mim , detendo minha respiração e coração. Não consegui imaginar como um anjo poderia ser mais glorioso. Não havia nada nele que pudesse ser melhorado.
- Dormiu bem? - Perguntou.
Perguntei-me se ele tinha alguma idéia de como sua voz era linda.

Stephenie Meyer



Tem coisas que não entendemos de imediato. Porém entendemos mais tarde. Então tô tranquila.
Bem , mudando de assunto , os livros tão me deixando meio depressiva. Se conseguisse parar era ótimo. Argh.

Um comentário:

Thiago disse...

dai-me deste vício tbm, de ler sem cessar...

perdi o hábito, tentando recuperar

lindo interpretação do texto